Sobre censura no facebook!

Opinião dada ao Nexjor (Núcleo Experimental de Jornalismo) em 08/09/2014! 
Matéria sobre censura no Facebook.

Pergunta 01: 
Vivemos em uma sociedade em que algumas pessoas têm a necessidade de se expor nas redes sociais. Quais os principais fatores dessa necessidade de exposição? 
Não penso que se esta seja uma situação criada pelas redes sociais, mas sim, potencializada, facilitada, amplificada. Não se trata de um fenômeno onde as pessoas, de um momento para outro, decidem compartilhar tudo de suas vidas. Claro que existe uma pequena parcela que não se dá conta de imediato do poder de disseminação de informações de qualquer natureza das redes sociais e, quando se vêem expostas refletem e reconhecem que os que é privado na vida off line, deve continuar assim na rede. Assim, não vejo como uma simples necessidade, mas a potencialização de uma característica que as pessoas já tem. 
Quanto aos fatores que levam a esta superexposição na rede, penso que possamos elencar alguns dos principais: 
1) Desconhecimento acerca da impossível dissociabilidade entre o eu offline e o eu online; 
2) Demanda reprimida por se fazer ouvir ou notar; 
3) Facilidade de disponibilização de informações pessoais ou de outras pessoas s em qq formato e de qualquer lugar. 

Pergunta 02: 
Recentemente o Facebook censurou fotos de mulheres amamentando. Apesar de não existir uma regra que banisse esse tipo de imagem, a denúncia era feita pelos próprios usuários do Facebook. Qual o limite entre a censura moral e a liberdade de expressão nas redes sociais? 
Pois bem, este é um limite que nem as redes sociais sabem bem como estabelecer. Existem ferramentas informatizadas na maioria delas que identificam determinadas características nas imagens postadas e, caso possua similaridade com determinada "imagem proibida", automaticamente a exclui. Esta é uma questão, por mais inteligentes que sejam os sofwates eles não tem condições de distinguir entre uma foto de caráter sensual ou erótico onde um mamilo feminino aparece e uma foto natural e terna de uma mãe amamentando.
Estes mesmos algoritmos barram o cadastro de pessoas com sobrenomes cadastrados na base de dados das redes sociais. A solução então seria ter uma equipe humana para fazer esta tarefa? Obviamente não pois estamos tratando de vários compartilhamentos, curtidas e postasgem diárias de cada um dos 1,23 bilhão de usuários (dados de janeiro de 2014). Em uma conta rápida, se cada um deles fizer ao menos uma curtida ou compartilhamento no dia teremos mais de 2 bilhões de atividades a serem validadas. 
Mas a questão é sobre a retirada de conteúdo por meio de denúncia de usuários. Pois bem, em junho deste ano foi aprovado o Marco Civil da Internet que regulamenta que uma postagem só pode ser retirada de uma rede social por meio de mandato judicial. Portanto, este tipo de ação motivada pela denuncia de usuários diretamente ao facebook, por exemplo, devem acabar. 




Comentários