Postagens

Mostrando postagens de 2011

E em 2012?

Imagem
Bem, Natal é Natal.... Família reunida, peru e farofa! Ah sim... e celebração da vida, com certeza... Não pelo mito ou pelo sobrenatural... Mas pelo líder e pela sua humanidade! Claro que podemos tb fazer uma retrospectiva do ano já no ano novo que vem em sequência... Mas invariavelmente aqueles quilos que desejava emagrecer, o curso que devia ter feito mas não fiz, os livros que não li e os momentos com a família que não consegui passar acabam nos deixando meio depressivos... rsrsrs Ok, não sou pessimista e estou longe disto, só escrevi pra poder dizer: "Relaxa, está tudo certo... Sacode a poeira e faça novamente teus propósitos pois o simples ato de se programar já é prova de nossa boa vontade"... Por tanto, sobre o Natal, Feliz Natal... ;-)

Mas neste ano especialmente, tenho vontade de falar do que vem pela frente, do que está por vir, daquilo sobre o qual ainda temos alguma gerência, ainda podemos influenciar e pelo qual podemos lutar e fazer alguma coisa... O ano que ve…

1º Seminário Nacional de Inclusão Digital

Imagem

Sendo professor na era da colaboração e da convergência II

Imagem
Este texto teve sua origem em um post de 23 de setembro de 2011, a partir de reflexões conjuntas que realizamos na disciplina de Metodologia do Ensino Superior do Mestrado em Educação. Naquela oportunidade foram registros isolados de percepções acerca do que muda (ou do que não muda) na escola da sociedade em rede, das novas (e talvez não tão novas) demandas da prática docente, das competências e habilidades dos alunos e da sempre fundamental necessidade de construir espaços de aprendizagem que, definitivamente, não dependem de tecnologias, mas por elas pode ser complexificado, no sentido de enriquecido, potencializado, virtualizado.

A requisição dos colegas do NTE-Ijuí, de que fizesse um texto ilustrando minha fala do dia 18 de agosto de 2011, gotejando elementos a serem destacados em 10 de novembro de 2011, me impele a construir um texto definitivamente não-acadêmico, mas construído a partir de convicções nascidas da interação com outros professores, do convívio com alunos adolesce…

E quando Hollywood se antecipa? 2.0

Imagem
Dando sequência (afinal hollywood adora uma), quero falar um pouco do filme Duro de Matar 4.0, um filme que, para mim, tinha tudo pra ser uma bomba, pq quando um filme, passa do segundo, tem uma grande chance de perder muito a qualidade apresentada e o apelo dos primeiros. Claro que existem exceções, como td nesta vida...

Pois bem, neste filme em específico, nem sei bem se se trata de antecipar alguma coisa, ou de ajudar a visualizar o poder da tecnologia e a forma como ela serve de base para um sem fim de setores da sociedade.
O filme nos "dá asas", assim como rebull, para discutir questões ligadas à conexão generalizada, ao controle que as tecnologias de informática e as redes possibilitam sobre outras tecnologias e outras áreas, à nossa dependência de seu bom funcionamento, a descentralização do conhecimento, etc, etc.
Bem, fica o desafio de analisarmos conjuntamente este filme. ;-)

Sendo professor na era da colaboração e da convergência

Imagem
UPFTV Reportagem - Crônica DIA DO PROFESSOR []


Este post foi criado para registrar alguns reflexões a serem desenvolvidas (ou não) acerca das "consequências" da opção pelo digital... ;-)
Importante, o post não é só meu.... Mas da turma de MES 2011-2, abaixo os nomes:

É importante considerar o quanto o conteúdo dá vazão à utilização da tecnologia.  Importante considerar o conhecimento prévio do aluno A socialização traz responsabilidadeO professor precisa ser profundo conhecedor? Ou um desafiador? Usar tecnologia de forma democratizanteCriar um movimento de corresponsabilização pelo aprendizado Deve estar pronto para as consequencias da horizontalização do processo de aprendizagemConsidere imprevistosSeja criativo... O que usar? pq Usar? Como usar?Nem todos são Homo ZappiensÉ indiscutível o potencial ilustrativo das tecnologias...Quanto maior o conhecimento e a motivação do professor, maiores as possibilidades...Alternativa viável e disponível de registro de dados coletados.M…

1º Seminário Nacional de Inclusão Digital realiza campeonato regional de jogos de computador para alunos de escolas públicas!

Imagem
Pessoal, me ajudem a divulgar na região de Passo Fundo? Valeu

Durante a programação, acontece o Campeonato de Frozen Bubble. Etapa
seletiva está aberta para alunos de 8 a 12 anos, de escolas públicas da
região

Já começaram os preparativos para o 1º Seminário Nacional de Inclusão
Digital (Senid 2012) que acontecerá de 16 a 18 de abril de 2012 na
Universidade de Passo Fundo (UPF). A comissão organizadora do evento
está preparando, como atividade paralela, o Campeonato de Frozen Bubble,
jogo baseado em software livre que exige raciocínio lógico e desenvolve
a coordenação motora. O objetivo da atividade é criar um espaço de
observação da dinâmica dos jogos vivenciada pelas crianças da sociedade
em rede. Para participar do campeonato, cada escola da rede pública da
região deverá escolher 2 alunos entre 8 e 12 anos que deverão ser
inscritos no site do evento. Em Passo Fundo, as seletivas nas escolas
municipais serão realizadas a partir de outubro com o apoio do Grupo de
Estudo e Pesquisa em…

Crise na indústria fonográfica e o papel da internet

Olá... Compartilho o reconhecimento do trabalho de Daiane Hemerich... ;-)

É o conhecimento gerado na Computação da UPF em destaque! ;-)

Crise na indústria fonográfica e o papel da internet!

[]'s Adriano

Inovação e criatividade? Saia da sala de aula já!!!

Imagem
Eu sei que parece estranho um professor universitário aconselhar a saída de sala de aula.... Mas veja q eu disse saia, e não abandone! ;-) Ademais, estou escrevendo em meu blog, um espaço livre das amarras dos papéis sociais, ou seja, aberto para minhas impressões... ;-)

Bueno, não posso, nem tenho condições, de argumentar acerca de uma possível dispensa do ambiente sala de aula, mas cá para nós, ele é, muitas vezes cansativo e te pouco espaço para a criatividade, e a culpa é nossa: professores e alunos.

O fato é que, a muito tempo não se produz conhecimento em sala de aula. O que exercitamos é nossa capacidade de sistematizar informações e os alunos de anotá-las para mais tarde tentar dar  sentido a cada uma delas e apreende-las até o momento em que não sirvam mais, leia-se depois da prova... ;-)

Pois bem, eu acredito na escola e na Universidade sim, mas não como espaço de transmissão do conhecimento, mas como mobilização de inteligências. Como aproximação física de cabeças (e dos cé…

Computação nas nuvens é coisa do passado...

Imagem
... do presente e (talvez), do futuro... ;-)
Quando a gente fala de computação nas nuvens, termo do momento na área de TI, talvez os mais "desaviados" pensem em algo próprio do século XXI, somente visto em filmes de ficção científica - que sem dúvida alguma não dão uma amostra do futuro - , ou saído agorinha do forno "(MIT)iano" ou das conversas nerd dos protagonistas do The Big Bang Theory.

Pois bem, saibamos nós, que desde a primeira vez que utilizamos um e-mail, isto lá nos idos de 1969 (sim, antes da maioria de nós nascermos), ou quando se acessou pela primeira vez uma página (só de texto é verdade) na então ARPANET, lá em 1955, já estávamos viveniciando o que hoje chamamos de computação nas nuvens.

Portanto, todo mundo que navega na Web, está, deste a sua primeira exploração, experimentando o que chamamos de computação nas nuvens, o que, de forma não geek, significa acessando páginas que estão armazenadas em outros computadores e que, a partir da digitação de …

"A mente humana sempre foi virtual"

Imagem
Em breve quero escrever algo sobre as impressões da conferência de @plevy. na #jornadaNacional . Por enquanto, vão as fotos com Ignácio de Loyola Brandão, Alcione Araújo, eu e Pierre Levy.





Blog é coisa do passado! Será?

Imagem
Desde que me lembro de começar a estudar com mais afinco as questões do ciberespaço, que os blogs são figuras constantes... Muito antes de se falar em wikis (pedia ou liks), redes sociais (embora ele seja uma tb), ambientes virtuais de "aprendizagem", gerenciadores de conteúdo (ou ambientes visrtuais de aprendizagem srrsrs), etc, etc.

Óbvio que em seus primórdios, que acho, datam dos anos 97 ou 98, não tínhamos as facilidades e os recursos de postar nossas percepções, irritações, gostos, reflexões, abobrinhas, abobronas, desilusões, esperanças, divagações (ah como é bom divagar), rompantes criativos, em diversas mídias.. a coisa era na base do bom e velho texto puro, com, no máximo variação entre 3 ou 4 tipos do fontes... Td bem que estamos em 2011 e o blogspot só me dá 7 opções rsrsrsr, mas ok, não é de formato que estamos falando, mas de conteúdo, de essência...

De qualquer forma, o vovô das redes sociais nos dá a possibilidade de expressão em diversos formatos. Pq eu devo…

Participe!

Imagem

Lembram de como aprendemos o alfabeto? Pois é, esqueçam.. rsrsrs

Imagem
Com a colaboração de Elisângela Mello... ;-) Ah esses nós de rede!!!

As redes sociais na contemporaneidade

Olá pessoal, num bate-papo legal com Paula Taísa Steffenon, discutimos um pouco sobre redes sociais e poder, prestígio, etc. etc;...

"A sociedade contemporânea vive a era das tecnologias de informação. As redes sociais vêm alterando as formas como as pessoas se relacionam e têm acesso as informações. Hoje a maioria da população já faz parte dos sites de relacionamento, somente no facebook são milhões de perfis diferentes na rede. Com base no filme A rede social dirigido por David Fincher que conta a criação do facebook. A revista ComArte desta semana entrevistou o pesquisador da área da cibercultura e inclusão digital, professor Doutor Adriano Canabarro Teixeira."

[leia a entrevista na íntegra]
[Ou escute se preferir ;-) ]

Internet e rumos políticos do mundo

Imagem
Uma das questões sobre a qual reflito seguidamente é sobre o papel das tecnologias na composição, ou melhor, na definição da sociedade. Sobre isto, várias pessoas teorizam e, embora isto seja um blog e eu possa dispensar as formalidade e, por vezes, os entraves acadêmicos, é sempre importante compartilhar o conhecimnto que é da humanidade sim, mas que teve a sistematização intelectual de alguém, ou de "alguéns".. ;-)

Pois bem, me parece que, dentre tantas, duas ideias são bem adequadas para que se inicie a refletir sobre o papel da tecnologia na sociedade. A primeira é de Castells, sociólogo catalão que, com base em um estudo profundo da sociedade, aponta que é impossível compreender a sociedade desvinculada das tecnologias que a compõe, ou seja, a sociedade é determinada pelas tecnologias, ou pela tecnologia, que é mola propulsora de seu desenvolvimento, e assim foi na sociedade agrícola, na sociedade industrial e na sociedade da informação - tão bem tratadas no livro a Tec…

Sobre Crimes Cibernéticos

Algumas ideias sistematizadas para a revista Identidade da editora Tecnologia - Jornalista Priscila Santos (PS)...


(PS) Qual a melhor definição para crimes cibernéticos e qual o perfil dos pessoas que praticam estes atos?
Com relação à definição, uma das possíveis seria: qualquer ato realizado utilizando-se a Internet ou, meio digital, que cause dano ou prejuízo a alguém, a um  grupo de pessoas, a uma empresa ou a uma organização de qualquer tipo. Assim como os crimes praticados fora do meio não digital, estes atos tem diferentes níveis de impacto sobre o cotidiano "de quem" ou "do que" sofreu o dano.

Embora a definição de crime cibernético seja extremamente aderente ao conceito de "crime", o perfil do criminoso cibernético tem se consolidado como um indivíduo com conhecimento técnico diretamente proporcional ao crime cometido. Isto é, quanto mais elaborado o crime, maior o grau de conhecimento técnico do criminoso. Uma curiosidade acerca do perfil do crim…

E quando Hollywood se antecipa?

Imagem
Vou escrever sobre algo que é revestido de preconceitos, principalmente no meio acadêmico, mas td bem :-/...

Quero levantar a discussão não sobre a competência técnica inquestionável de grande parte da produção cultural deste distrito de Los Angeles (onde td acontece rsrsrs -  até os Aliens começam por lá a dominação da terra ;-)); nem tampouco sobre a eterna teimosia de salvar o mundo dos Norte Americanos, mas da forma como, muitas vezes criam competentes e verdadeiros espaços de reflexão de temas contemporâneos.



Para a área de inclusão digital, cibercultura, informática na sociedade, existem vários filmes legais... Um deles, sem dúvida, é o filme Ameaça Virtual, título em inglês, Anti Trust. O filme trata de invasão de privacidade, monopólio, software livre, comunicação, o poder das redes, o (pseudo) poder das grandes organizações privadas (em especial) e a crença em um mundo onde o conhecimento é da humanidade (em tempos de fisl é legal isto).



Tudo bem que a caricatura de Bill Gate…

Refletindo sobre o professor do Século XXI

Imagem
Participe gratuitamente da palestra online sobre as potencialidades de Inclusão Digital para a educação do século XXI. 

Para ter acesso ao material da palestra, basta acessar o link Material da palestra e solicitar acesso como guest!
Dia: 05/05/2011 das 19h às 21h
Esta palestra foi uma promoção da UFRGS em conjunto com o Gepid

Sobre evoluções e revoluções!

Imagem
Por enquanto isto, depois comento.... De qq forma, esqueçam todas as vezes que disse "Não consigo imaginar nada que possa ter o impacto da internet no período de alguns anos..." :-(((

Que ingênuo!!!

Mídias digitais e transformações no Jornalismo!

Imagem
Buenas, em alguns instantes começo uma fala com os alunos do Jornalismo na Faculdade de Artes e Comunicação da Universidade de Passo Fundo no evento Making of!

Desafio? Claro, não sou jornalista ;-) De qq forma acho que vai ser bem legal e vamos desenvolver algumas ideias acerca de como a dinâmica de nossa sociedade recheada e transformada pelas tecnologias demanda transformações também no ato de informar, de apontar tendências e de expor situações!

Bem, volto em instantes pra trazer mais informações, direto do ciberespaço! ;-)



Reflexões das 03:09 [Show do Roupa Nova!]

Imagem
.:: Esta mensagem foi escrita às 03:09 do dia 21/04 logo que cheguei do show do RN - só pra não esquecer de nada ::. - Só pra não esquecer: Show do baralho!!!
Mais tarde escrevo com mais clareza e sem ingenuidade sobre o show do Roupa Nova...
Não posso esquecer do seguinte: A experiência é tudo!Pode parecer brega, mas o tema "amor" e paz "vendem"!A Música é um modelo de ciberespaço por natureza [11:25 de 21/04]A arte e o talento não envelhecem!  [11:25 de 21/04]Contemporaneidade tem a vem com competência e talento (são coisas diferentes)!   [11:25 de 21/04]E por aí vai.....
Até mais! Pois bem, pq classifico o show do "velho" Roupa Nova como uma das experiências mais legais que já tive? Parece exagerado mas não é, pois saí de lá muito diferente do que entrei, reafirmando um pouco minhas concepções, mudando outras e me dando conta de coisas que nem mesmo imaginava... Bem, mas blog não e espaço de academicismo, mas de registro de percepções que são tão voláteis e …

Penso, logo existo!

Acabei de sair de uma defesa de dissertação de mestrado aqui na UPF cujo título era Blogs: novos espaços para Escrita Literária construída pela, agora mestre, Talita Maria da Silva - Recomendo a leitura por parte de qq um que se dedique a discutir inclusão digital e informática educativa! ;-)

Pois bem, além da costumeira e profícua conversa e reflexões com Miguel e Tânia - o que os passa ao status de co-autores deste post junto comigo e com a Talita, uma coisa ficou batendo forte na minha cabeça, uma citação, conhecida e resgatada por ela de Descartes: "Penso, logo existo". Na sequencia ela propõe uma recomposição desta relação comumente utilizada por blogueiros: "Penso. Blogo. Existo!".

EXISTO: Me parece q a existência do indivíduo não se dá no vácuo, desvinculada de suas heranças genéticas e culturais construídas e constituídas ainda muito antes do nosso nascimento. Nossa existência é determinada pela complexa trama de sentimentos, relações, situações (nas mais dif…

Princípios para a internet: ONU e Gepid

2009
O Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclusão Digital propõe o seguinte conceito de Cidadania Digital:

Consiste no direito de conexão à rede e possibilidade de acesso à informação e aos espaços de construção de metaconhecimento. Entretanto não se limita a estar conectado, é fundamental a interlocução e a participação nesses espaços, possibilitando a comunicação  e seu reconhecimento enquanto sujeito complexo  consciente de seu pertencimento a uma sociedade desterritorializada.

2011
A ONU publicou esta semana os princípios para Internet, veja abaixo.

Os princípios são os seguintes:
1. Universalidade e Igualdade: Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos, que devem ser respeitados, protegidos e cumpridos no ambiente online.

2. Direitos e Justiça Social: A Internet é um espaço para a promoção, proteção e cumprimento dos direitos humanos e também da promoção de justiça social. Cada indivíduo tem o dever de respeitar os direitos humanos de todos os outros no am…

Reflexões sobre orientações....

Conversando com uma aluna (extremamente competente e dedicada) sobre orientações, pesquisa, etc, etc... Entramos em um diálogo que achei legal compartilhar aqui... ;-)

------------------

O orientador é uma figura importante, mesmo que tenha somente 10% de responsabilidade sobre uma pesquisa. Não existem regras, mas alguns indicativos pra vc selecionar quem vai te introduzir no mundo da pesquisa.

1a. Carreira acadêmica. Qual a formação do cara, ou da cara, onde fez o mestrado, e o doutorado? Existe alguma ligação teórico-prática entre estes dois momentos formativos do pesquisador?

2ª As publicação dele são qualificadas e vinculadas à área em que se formou? Estão de acordo com as linhas de pesquisa do grupo de pesquisa a que pertence?

3ª Se atualiza? tem leituras contemporâneas? Escreve sobre a própria área? Quando foi o último livro que leu?

4ª É pro-ativo e cria oportunidades de agregar pessoas ao seu grupo? O que no final das contas nada mais é do que abrir espaço para que mais pesso…

Entervista dada ao Jornal O Nacional em 11/03/2011

>
> como vc tá vendo a tecnologia usada nas instituiçoes de ensino hoje?

É claro que não se trata de uma generalização e que existem experiências educacionais extremamente inovadoras e que extraem das tecnologias seu potencial comunicacional. Entretanto, de forma geral o que se coloca é uma situação de impasse entre uma instituição que a séculos está baseada em uma dinâmica unidirecional de comunicação, o professor que fala e o aluno que escuta/copia/reproduz, a escola, e uma sociedade onde as palavras-chave são colaboração, interatividade, descoberta, experimentação, comunicação. Características fundamentais a processos de aprendizagem que deveriam ocorrer, não só, mas também, na escola.

Outra questão, importante diz respeito à forma como vemos esta relação das tecnologias com o ambiente escolar. O que está em jogo não é a "utilização" dos computadores ou da internet, mas a "apropriação" delas. São conceitos diferentes. Utilização remete ao utilitarismo, o…

Opinião dada ao Jornal O Nacional de Passo Fundo em 24/02/2010

>
> Por exemplo, uma escola usa a regra básica do twitter, o limite de 140
> caracteres por mensagem, para que alunos desenvolvam narrativa e
> concisão em minicontos.
> (http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101018/not_imp626165,0.php)
> A partir desse exemplo, gostaria de conversar com o senhor. Tentei
> ligar, mas o celular estava desligado.
>

Meu celular anda com vontade própria viu... rsrsrsr mas vamos lá...

> Então, gostaria que o professor avaliasse o uso de recursos
> tecnológico na educação, tanto em escolas quanto em instituições de
> nível superior.

Bueno, veja que estas questões envolvem uma boa dose de subjetividade,
uma vez que não existe um padrão, e uma pitada de sensibilidade e
atenção para avaliar a forma como as instituições de ensino, ainda
baseadas em uma lógica de distribuição de informações e de comunicação
unidirecional (professor fala e aluno escuta), utilizam (ou não) os
recursos tecnológicos.

Antes porém, é preciso q…

Opinião dada ao Jornal O Nacional de Passo Fundo em 03/02/2010

> Boa tarde, professor. Conforme conversamos pelo telefone, envio as
> perguntas referentes as manifestações populares no Egito e o papel da
> internet.
>
> - Ao mesmo tempo que as informações divulgadas na internet tem um
> prazo de validade, a repercussão do que cai na rede é imensurável.
> Como o senhor avalia isso?

Sem dúvida, os desdobramentos do alcance e da repercussão de notícias na
internet é fenomenal e imprevisível. Tal comportamento se dá em função
da estrutura da internet que dificulta, pra não dizer inviabiliza, o
controle do acesso. Embora tenhamos alguns exemplos de controle em
alguns países como na Coréia do Norte, Cuba e, mais recentemente, o
Egito, coibir o acesso à rede é complicado uma vez que a sua dinâmica
abre possibilidades de burlar todo e qualquer controle.

Esta fluidez e alcance de informação, caraterística da Internet, a meu
ver, tem assumido um papel determinante no processo de democratização da
informação, de exposição de situações …