Neste Natal, pense verde!

Coluna de dezembro da Revista Somando



Adriano Canabarro Teixeira
Doutor em Informática Aplicada a Educação, pós-doutor em Educação, professor e pesquisador do Curso de Ciência da Computação e dos cursos de Mestrado e Doutorado em Educação da UPF.
Contato: teixeira@upf.br







       Na coluna de dezembro de 2013, disponível em http://goo.gl/vMpsDb, optei pela segurança de escrever sobre a necessária retrospectiva do papel desempenhado pela tecnologia durante o ano passado. Pois bem, não repetirei a dose neste dezembro, em virtude de uma ação promovida pela Universidade de Passo Fundo durante os dias 29 e 30 de novembro: A 3ª campanha de Coleta Digital de Resíduos Eletrônicos. De qualquer forma, o tema não fica assim tão distante da data mais querida do ano, uma vez que presentear nosso entes queridos com tablets, smartphones ou qualquer outro dispositivo eletrônico será uma tendência no final de 2014.

Antes disso, e antes das compras de Natal, faça um exercício mental e conte o número de celulares, em uso ou não, computadores e tablets que você tem em sua residência. Arrisco a dizer, sem muito receio de errar, que tais dispositivos são mais numerosos do que as pessoas. Acertei? Eu sabia. ;-) Pois bem, aqui vão algumas informações para que tenhamos noção do passivo ambiental que estamos construindo.

Segundo dados do Portal Brasil, nós brasileiros deveremos gerar aproximadamente 1,100 mil toneladas de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos pequenos em 2014, número que deve aumentar para 1,247 mil toneladas em 2015. A estes dados é somado o descarte geralmente equivocado que realizamos de tais apetrechos. Os resíduos eletrônicos são compostos por materiais - como plásticos, vidros e metais - que podem ser recuperados e retornados como insumo para reciclagem. Entretanto, existem várias substâncias - como chumbo, cádmio, mercúrio e berílio - que devem ter tratamento especial porque podem causar danos ambientais e de saúde.

Buscando contribuir para a minimização deste passivo, há 3 anos a UPF realiza a campanha de coleta digital. Em 2012, foram 6.500 Kg, em 2013, 10.500 Kg e, em 2014, atingimos a marca de 15.000 Kg de resíduos digitais entregues pela população de Passo Fundo e região. Com os equipamentos recolhidos foi montado, este ano, um laboratório equipado com 20 computadores que será doado ainda em Dezembro a uma entidade de assistência social. O restante do material foi encaminhado a uma empresa com licença ambiental para destinação de resíduos eletrônicos, sendo que os valores da venda foram repassados à ONG Amor e ao Comitê da Cidadania. Parabéns à comunidade por colaborar para a minimização dos efeitos causados pelos nossos próprios hábitos de consumo. Ah, antes de descartar aquele smartphone ou tablet, questione-se sobre a real necessidade de o substituir por um novo.









Colunas anteriores:


[Somando de novembro 2014]
[Somando outubro 2014]
[Somando setembro 2014]
[Somando agosto 2014]
[Somando de julho de 2014]
[Somando de junho de 2014]
[Somando de maio de 2014]
[Somando de abril de 2014]
[Somando de Março 2014]
[Somando de Fevereiro  2014]
[Somando de Janeiro  2014]
[Somando de Dezembro 2013]
[Somando de Novembro 2013]
[Somando de Outubro 2013]

Comentários