#beintuitive! Desenvolva sua intuição!

Coluna de Novembro da Revista Somando
RDPlanalto

#beintuitive! Desenvolva sua intuição!
http://thecommunicationrevolution.com.br/


Intuir significa olhar com atenção, ver com todos os sentidos. A sabedoria resulta deste olhar atento e observador. A intuição revela, antecipa, prediz, subverte e busca as respostas onde elas geralmente estão: no espaço invisível que conecta um acontecimento ao outro. Liberte-se das amarras do pensamento cartesiano. Demostre com a lógica, descubra com a intuição.

A premissa deste mês, a penúltima das 11 propostas pela pesquisa The Communication Revolution, nos provoca ao afirmar que, no mundo de hoje, é mais importante ter visão periférica do que foco! Eu sei, bem ao contrário do que costumamos valorizar em uma pessoa. A visão periférica cresce quando estamos tranquilos, descansados e relaxados. O foco advém da pressão, da tensão e da atenção total em um determinado ponto. Neste mundo absolutamente conectado, onde as possibilidades de conhecer o que acontece na "periferia" de sua vida, fica favorecido o desenvolvimento de uma percepção de mundo que tem nuances de intuição, de conexão de diferentes pedaços de informação e fatos que podem fornecer uma compreensão maior do mundo e de suas possibilidades.

A forma como resolvíamos nossos problemas talvez demandem, mais do que foco, uma postura mais intuitiva advinda de uma análise tranquila dos diferentes elementos que os constituem. Um dos pontos importantes para este reconhecimento é assumirmos que o mundo é transdisciplinar, ou seja, não existe absolutamente nenhum problema que possa ser resolvido a partir de uma única área, mas sim da conjunção e da colaboração - nossa premissa de setembro - de diferentes áreas que, mesmo possuindo conexões frágeis, dão conta das novas demandas do mundo contemporâneo.



A intuição pode ser considerada também como a capacidade que temos de, inconscientemente, processarmos informações importantes que nos levam a ter a sensação de que uma determinada atitude deve ser tomada sem saber bem ao certo o motivo. Pois bem, o  avanço da tecnologia e sua capacidade de processar uma massa de informações enorme advinda de sensores, dados que disponibilizamos na internet, câmeras de vigilância e, em breve, de dispositivos implantados em nossa epiderme a habilita a  "tomar decisões" baseadas naquilo que chamamos de intuição, mas que consiste em basicamente num processo de cruzamento inconsciente de informações do mundo que nos rodeia. Lembre-se, as informações estão cada vez mais disponíveis... A propósito, o que tudo isto tem a ver com o mote desta coluna? Absolutamente tudo! Afinal tudo indica que a cultura digital é a cultura da intuição!

Amplie seu pensamento! Sinta o mundo!

Esta coluna está disponível em http://nossacibervida.blogspot.com.br/


[Somando de outubro de 2015]
[Somando de setembro de 2015]
[Somando de agosto de 2015]
[Somando de julho de 2015]
[Somando de junho de 2015]
[Somando de maio de 2015]
[Somando de abril 2015]
[Somando de março 2015]

Comentários