Vamos pensar sobre o modelo Educacional?

Sempre que posso, indico às pessoas que invistam 15 minutos de sua semana assistindo a uma palestra TED! Evento que circula o mundo apresentando ideias originais, inquietantes, criativas e inovadoras!
Pois bem, aqui vão dois dos vídeos que mais gostei até hoje! Obviamente, falam sobre a Educação (ou do modelo equivocado que temos dificuldade em transformar - na verdade, trata-se de uma incapacidade de reconhecer sua falência eminente!

O primeiro é de Sir. Ken Robinson. Ele argumenta de forma divertida acerca das incoerências de nossos sistemas educacionais e propões possíveis bases sobre as quais se poderia criar de um sistema educacional que nutre (e não mina) a criatividade.



A segunda palestra é de Sílvio Meira. Um dos maiores cientistas do país fala sobre a incoerência do modelo educacional para dar conta das demandas da sociedade contemporânea.


Bom proveito e reservem uns minutos para assistir a estes vídeos!

Gostou do assunto? Curta a página de Cultura Digital na Educação [https://www.facebook.com/AdrianoCTeixeira/]


Comentários

  1. Muito se debate sobre educação e mais do que nunca percebe-se a necessidade da inclusão da tecnologia para a formação de cidadãos. Como afirmam Robinson e Meira, para que as aulas se tonem mais produtivas e delineares, a tecnologia com seu potencial deve se tornar uma grande aliada dos professores.

    ResponderExcluir
  2. Os professores Ken Robinson e Sílvio Meira, trazem a discussão temas importantes a respeito do sistema educacional nos dias atuais. Ken aponta a criatividade como ponto fundamental a ser respeitado no processo de ensino aprendizagem, como forma a permitir que, principalmente as crianças possam interagir, dentro dos novos conceitos que se apresentam para a educação. Sílvio apresenta como necessidade que a educação seja um processo de aprendizado contínuo, dentro do contexto de “coopetição” - cooperação e competição-, estimulado pela globalização das redes sociais, que determinarão o conhecimento no futuro.
    Como educadores, acreditar que o futuro faz parte do presente nos desafia, como dizia Ken, “nos mover para pensar” e assim, a participarmos da revolução das tecnologias digitais inevitáveis, pois, caso contrário, como frisou Sílvio, parafraseando Darwin, “aqueles que não se adaptarem muito rapidamente ao novo contexto de redes, serão extintos ou regredirão na cadeia de valores da humanidade”.
    Assim, as tecnologias digitais, surgem como instrumentos fundamentais na efetivação da educação das presentes e futuras gerações. Cada vez mais o conhecimento estará disponível na Web, o que torna-se um grande desafio para o sistema educacional otimizar as informações existentes, na efetivação das práticas educativas. dentro processo de ensino aprendizagem.
    Ildo Costella

    ResponderExcluir
  3. Os professores Ken Robinson e Sílvio Meira, trazem a discussão temas importantes a respeito do sistema educacional nos dias atuais. Ken aponta a criatividade como ponto fundamental a ser respeitado no processo de ensino aprendizagem, como forma a permitir que, principalmente as crianças possam interagir, dentro dos novos conceitos que se apresentam para a educação. Sílvio apresenta como necessidade que a educação seja um processo de aprendizado contínuo, dentro do contexto de “coopetição” - cooperação e competição-, estimulado pela globalização das redes sociais, que determinarão o conhecimento no futuro.
    Como educadores, acreditar que o futuro faz parte do presente nos desafia, como dizia Ken, “nos mover para pensar” e assim, a participarmos da revolução das tecnologias digitais inevitáveis, pois, caso contrário, como frisou Sílvio, parafraseando Darwin, “aqueles que não se adaptarem muito rapidamente ao novo contexto de redes, serão extintos ou regredirão na cadeia de valores da humanidade”.
    Assim, as tecnologias digitais, surgem como instrumentos fundamentais na efetivação da educação das presentes e futuras gerações. Cada vez mais o conhecimento estará disponível na Web, o que torna-se um grande desafio para o sistema educacional otimizar as informações existentes, na efetivação das práticas educativas. dentro processo de ensino aprendizagem.
    Os professores Ken Robinson e Sílvio Meira, trazem a discussão temas importantes a respeito do sistema educacional nos dias atuais. Ken aponta a criatividade como ponto fundamental a ser respeitado no processo de ensino aprendizagem, como forma a permitir que, principalmente as crianças possam interagir, dentro dos novos conceitos que se apresentam para a educação. Sílvio apresenta como necessidade que a educação seja um processo de aprendizado contínuo, dentro do contexto de “coopetição” - cooperação e competição-, estimulado pela globalização das redes sociais, que determinarão o conhecimento no futuro.
    Como educadores, acreditar que o futuro faz parte do presente nos desafia, como dizia Ken, “nos mover para pensar” e assim, a participarmos da revolução das tecnologias digitais inevitáveis, pois, caso contrário, como frisou Sílvio, parafraseando Darwin, “aqueles que não se adaptarem muito rapidamente ao novo contexto de redes, serão extintos ou regredirão na cadeia de valores da humanidade”.
    Assim, as tecnologias digitais, surgem como instrumentos fundamentais na efetivação da educação das presentes e futuras gerações. Cada vez mais o conhecimento estará disponível na Web, o que torna-se um grande desafio para o sistema educacional otimizar as informações existentes, na efetivação das práticas educativas. dentro processo de ensino aprendizagem.

    ResponderExcluir
  4. Os professores Ken Robinson e Sílvio Meira, trazem a discussão temas importantes a respeito do sistema educacional nos dias atuais. Ken aponta a criatividade como ponto fundamental a ser respeitado no processo de ensino aprendizagem, como forma a permitir que, principalmente as crianças possam interagir, dentro dos novos conceitos que se apresentam para a educação. Sílvio apresenta como necessidade que a educação seja um processo de aprendizado contínuo, dentro do contexto de “coopetição” - cooperação e competição-, estimulado pela globalização das redes sociais, que determinarão o conhecimento no futuro.
    Como educadores, acreditar que o futuro faz parte do presente nos desafia, como dizia Ken, “nos mover para pensar” e assim, a participarmos da revolução das tecnologias digitais inevitáveis, pois, caso contrário, como frisou Sílvio, parafraseando Darwin, “aqueles que não se adaptarem muito rapidamente ao novo contexto de redes, serão extintos ou regredirão na cadeia de valores da humanidade”.
    Assim, as tecnologias digitais, surgem como instrumentos fundamentais na efetivação da educação das presentes e futuras gerações. Cada vez mais o conhecimento estará disponível na Web, o que torna-se um grande desafio para o sistema educacional otimizar as informações existentes, na efetivação das práticas educativas, dentro processo de ensino aprendizagem.

    ResponderExcluir
  5. A educação sempre foi o Centro do desenvolvimento. Ela deve ser baseada no conhecimento do passado, do entendimento de para onde caminha a sociedade e uma ideia de onde queremos chegar. As tecnologias que existem e nos conectam devem fazer parte desta construção , deste jeito novo de pensar e educar. Não vivemos mais sem tecnologia, então que ela seja usada para aprendermos mais,para ajudar a construir estes novos seres que vão conduzir os rumos e o destino de nossas vidas como seres humanos. Homem e tecnologia, inseparáveis e interdependentes na construção de uma nova sociedade.

    ResponderExcluir
  6. Educação e tecnologia sao duas maneiras em comuns pois através da educação vamos aprendendo o ensinar o aprender uma maneira de captar tudo no nosso cérebro pois tudo que aprendemos memorizamos e através da tecnologia vamos moldando coisas novas e adquirindo novos conhecimentos

    ResponderExcluir
  7. Hoje em nosso dia a dia é trazido várias discussões sobre a importância do sistema educacional em nossos dias, como Silvio Meira que é um dos maiores cientistas do país, trouxe através do vídeo onde a educação é o centro do desenvolvimento, isso podemos perceber diariamente, mas é somente baseada através do conhecimento do passado. Pensando junto com Silvio nós educadores podemos “repensar a sala de aula” onde através disso possa haver inovação e mudança de comportamentos dos agentes , com os participantes de qualquer ação. Se inovar na educação através da mudança de comportamentos associados ao processo educacional , todas as instituições, estruturas e organizações, métodos, processos e conteúdos educacionais que conhecemos se tornarão irrelevantes, porque deixarão de atender a demanda do seu texto.

    ResponderExcluir
  8. As reflexões apresentadas no vídeo me levaram a pensar que tipo profissional quero ser para com meus alunos: um que dê a oportunidade para a descobertas de potencialidades ou aquele que, simplesmente prepara para o ingresso em uma universidade?
    Ambos questionamentos devem seguir de mãos dadas. Ao meu ver não podemos seguir um e ignorar outro, pelo simples motivo que, por um lado, estaremos mecanizando o ensino e, de outro, não oportunizando ao nosso aluno a questionar, a pesquisar, a experimentar o que realmente gosta e quer para si.
    Precisamos sim ensinar conceitos, mas nunca esquecendo de que o ser humano é formado de sentimentos, habilidades. Cabe a nós educadores proporcionar esse despertar para o novo, mas também para as exigências de uma sociedade que sufoca, dita regras e escolhe aquele que lhe interessa. E o pilar que sustenta essa diferença e suas engrenagens, está na educação. Precisamos prepará-los sim para um trabalho profissional, mas também, para a vida. Pois, como diz o vídeo, não estaremos aqui para ver, mas teremos a consciência de que estamos desempenhando nosso papel de forma que os preparamos tanto para o bom desempenho profissional como para lidar com situações diárias.
    Assim, acredito que estaremos contribuindo para que os índices de profissionais desmotivados em suas profissões, não sejam tão grandes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário